Antes que você comece a ler este texto, vamos dar a resposta logo de cara: sim! 

Embalagens personalizadas para cada produto, diferentes, chamativas e dentro do conceito proposto pelo produto, ganham sempre um destaque a mais em meio às outras que estão na mesma gôndola. Esta é uma estratégia de comunicação muito antiga e que vem ganhando cada vez mais espaço, principalmente com as ferramentas de design digital, as impressões cada vez mais incríveis e também com a união com a internet. 

Pois é, parece estranho, mas a internet também já tomou o mundo das embalagens. Por exemplo, já pensou o que um código QR (QR code) pode fazer na sua embalagem? Se você quiser, a sua embalagem pode até carregar um vídeo do Youtube, sem precisar estar conectada. Basta o consumidor apontar o celular para o QR Code e pronto, ele recebe conteúdo instantaneamente no celular. 

União faz a força. 

Uma embalagem atrativa, somada a um produto de qualidade, pode ter certeza, é case de sucesso. Afinal se uma embalagem não tem um design aprimorado e estudado, mas um ótimo produto, até as pessoas descobrirem que o conteúdo é mais valioso que a “casca”, vai demorar tanto que toda a beleza do produto pode ficar esquecida e, no futuro, chegar até a não vender. Parece sensacionalismo, mas é verdade. Uma embalagem fala mais do que mil palavras na hora de vender. Principalmente se o produto for de valor elevado e a sua embalagem feia não agregar valor algum. Quando isso acontece, parece que uma luz vermelha acende na cabeça do consumidor, como que falando “algo está errado”. 

O que é uma embalagem personalizada? 

Simples, é uma embalagem focada no seu produto em específico. Um exemplo muito bom são as embalagens de remédio que ficam para trás do balcão de atendimento: você já reparou como elas são todas iguais? Devido a leis governamentais que impedem uma diferenciação de comunicação entre as embalagens todas ficaram semelhantes. E para que isso? Justamente para que um medicamento não chame mais a atenção que o outro, protegendo assim todas as farmacêuticas da concorrência no ponto de venda. Este é um exemplo claro de que uma embalagem personalizada e cheia de vida, chama tanto a atenção que, nas farmácias (no caso de medicamentos mais “fortes”) ela foi proibida. 

Então, na hora de pensar em embalagens, alinhe sempre criatividade, qualidade visual e o conceito do seu produto. Desta maneira você vai se diferenciar no ponto de venda e sair na frente da concorrência, durantes aqueles poucos segundos em que o consumidor passa o olho nas prateleiras dos estabelecimentos comerciais procurando o produto que precisa até encontrar o seu. Ou não.