É possível fazer mais com menos

Pessoas vivendo bem, dentro dos recursos limitados do planeta. Esta definição de Sustentabilidade do Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável serve de inspiração para muitas empresas criarem e conduzirem novas estratégias de negócios. E vemos cada vez mais companhias incluírem a preocupação com a sustentabilidade em seus discursos corporativos. Mas será que na prática, é isso que acontece de verdade?

O recente estudo “Os Desafios da Sustentabilidade na Indústria Brasileira” realizado pela CNI, Confederação Nacional da Indústria, aponta que as empresas brasileiras ainda não valorizam tão fortemente o tema. De acordo com a pesquisa, muitos CEOs ainda percebem a sustentabilidade como algo oneroso e com retorno demorado.

Um dos grandes desafios das empresas é provar o retorno financeiro do investimento em práticas sustentáveis para o negócio. Há quem acredite que o esforço não compense, mas a verdade é que nenhuma companhia sobrevive se não preparar seus “business cases” considerando as dimensões econômicas, ambientais e sociais com o mesmo teor de importância em seus planos. A discussão do tema impulsiona as organizações a encontrarem novas formas de desenvolverem seus produtos e, consequentemente, levam à inovação e ao desenvolvimento da indústria.

Algumas empresas buscam transformar os desafios de sustentabilidade em novas oportunidades de negócios. A sociedade pressiona o empresariado, que procura por fornecedores de insumos e serviços econômica, ambiental e socialmente capacitados para atender as metas com as soluções mais eficazes e que supram as demandas do negócio. É o chamado círculo virtuoso.

Investir em sustentabilidade vale a pena. Além dos benefícios para o meio ambiente, sociedade e imagem corporativa, o retorno financeiro é certo. A inovação dos produtos leva a uma relação de confiança com os públicos e o retorno em vendas é só uma questão de tempo. Fazer mais com menos é o que todas as empresas deveriam buscar, pois este é o caminho mais acertado para que a sustentabilidade seja parte integrante dos negócios.

A Henkel, líder e pioneira neste assunto, sabe muito bem disto, já que a empresa conduz seus negócios levando em consideração as melhores práticas e já estabeleceu metas de redução de sua pegada ecológica para os próximos 18 anos.

default
Post Written by