Marketing Offline ainda funciona?

A resposta para essa pergunta já vamos dizer agora, depois iremos explicar porque.

Mas SIM, claro que o marketing offline ainda funciona.

O marketing offline é uma estratégia como qualquer outra e quando bem aplicada gera resultados ótimos.

Mas o que é Marketing offline?

É tudo que envolve a comunicação de empresas que não são por meios digitais. Ou seja, são filmes para TV, panfletos, flyers, cartazes para pontos de venda, outdoors, entre outros meios como distribuição de brindes, passando até por comunicações internas como móbiles, wobblers, testeiras, entre outros materiais.

Porque vale a pena investir?

Se você observar a quantidade de produtos que o Marketing Offline é capaz de produzir, é possível imaginar que, se usado com eficácia e planejamento, o investimento pode ter ótimo retorno.

Isso tendo em vista que o material que você vai produzir deve ter um fim estratégico, e não apenas ser feito sem necessidade objetiva. Aliás, isso é importante para qualquer tipo de estratégia em qualquer unidade de negócios da empresa.

Dito isto, porque vale a pena investir no Marketing Offline? Simples, com ele sua empresa atinge ao público de forma rápida e imediata.

Vamos ver alguns exemplos.

Panfletos. Imagine se um restaurantes distribui panfletos com 10% de desconto na hora do almoço. O aumento do fluxo naquele período com toda certeza vai aumentar. Ou então, imagine um cartão fidelidade com carimbos de almoço: esta é uma comunicação do restaurante que o consumidor carrega em sua carteira! Para se obter os descontos, o consumidor sempre terá contato com a marca, já que leva este pequeno cartão carimbado por todos os lugares onde vai.

Que tal mais exemplos?

Cartazes. Imagine um cartaz avisando que você está a alguns metros da sua loja. Essa é outra comunicação que, se usada com eficácia, ajuda na divulgação de estabelecimentos.

Os materiais de ponto de venda não poderiam ficar de fora! São todos os tipos de comunicação interna de lojas. Se bem utilizadas e estrategicamente dispostas no ambiente, o sistema de comunicação pode funcionar perfeitamente. Como por exemplo, colocar um stopper numa gôndola indicando que o produto Y se encontra ali, para facilitar seu encontro e incentivar sua aquisição. Ou comunicando uma promoção leve 2 pague 1 por meio de uma faixa de gôndola.

Além desses, outro modelo muito eficaz de comunicação: a mala direta. Um sistema que chega até a casa dos consumidores e ainda trazem mensagens sempre criativas para que o público se entretenha e entenda mais sobre o produto ou marca que está sendo comunicado.

Imagine uma loja de departamento sem aquelas placas colocadas na parte de cima das araras escrito “ÚLTIMAS PEÇAS” ou mesmo “ÚLTIMAS OPORTUNIDADES”. Sem elas como o consumidor saberia que ali estão “escondidos” vestuários com preços mais baixos ou ponta de estoque?

Enfim, o grande salto que existe aqui é que, mesmo com a alta do digital, sistemas de comunicação offline são bem vindos ao público quando usados de forma certa: para comunicar rapidamente, ou quase instantaneamente algo que está acontecendo em certo lugar ou nas suas proximidades. Tudo isso para que gere engajamento por parte do consumidor e que ele pratique a ação de compra, de conhecer algum produto, de experimentar alguma amostra, de receber um brinde, entre tantas outras ações que gerem interação, chegando até a geração de mais vendas.

default
Post Written by